Experimentalismos e modernismos, o lado torto do Doom Metal – Parte III

Nattvindens Gråt foi um braço dos avanços musicados de uns finlandeses pirados, 3 dos 5 membros originais vieram duma banda típica de black metal da época chamada Virgin's Cult, os outros 2 caras que se juntaram, não tardariam em fazer parte dos Nightwish, Tuomas Holopainen (teclados) e Sami Vanska (baixo). Nattvindens não durou 4 anos, …

Continue lendo Experimentalismos e modernismos, o lado torto do Doom Metal – Parte III

Anúncios

Experimentalismos e modernismos, o lado torto do Doom Metal – Parte II

Começando por uma banda de um país que passou desapercebido no pequeno espaço do arrasto na superfície e pariu várias bandas interessantes desde o fim dos 80. Os holandeses Moon of Sorrow tiveram um curto espaço de atividade entre 91 - 96, tempo suficiente pra deixaram 3 discos cravados nesta História maldita. A sonoridade da …

Continue lendo Experimentalismos e modernismos, o lado torto do Doom Metal – Parte II

Experimentalismos e modernismos, o lado torto do Doom Metal – Parte I

Indo cada vez mais fundo, bem distante da superfície, ao âmago da música desacelerada, desde muito tempo foi possível se deparar com experimentalismos e modernismos distintos embarcando na nave do arrasto, se voltarmos nos 80, temos o Born Too Late dos Vitus, toda aquela melancolia, toda aquela atmosfera pra baixo ainda não era nada comum. …

Continue lendo Experimentalismos e modernismos, o lado torto do Doom Metal – Parte I