Doom Metal – por que tão impopular? – Ato III, anos 2000 – Parte I, primeira metade da década

Os anos 2000 foram marcados por focos de manutenção e criatividade quase que isolados, as novas mutações na real, se tronaram fusões de matrizes primárias diversas, como é o caso da finada banda estadunidense Agalloch (1995), lembro muito bem do meu primeiro contato com a banda, quando ouvi o The Mantle (2002) pela primeira vez, …

Continue lendo Doom Metal – por que tão impopular? – Ato III, anos 2000 – Parte I, primeira metade da década

Anúncios

Stoner/Doom, é hora de chapar! – Parte IV

Após um tempo sem escrever neste tradicional modo de garimpo aqui na SUD, é hora de dar continuidade à feita. 1998 - EUA - Palace in Thunderland foi ativa até 2007, um hiato rolou até o retorno em 2011, debutaram em 2014 e já engataram o 2º disco em 2015, o som do quarteto é jovial …

Continue lendo Stoner/Doom, é hora de chapar! – Parte IV

Doom Metal – por que tão impopular? – Ato II, as peripécias dos anos 90 – Parte IV, a manutenção e mais experimentalismos

Com tanta mutação, novas formas de fundir música desacelerada com outras sonoridades, nichos com suas próprias características estéticas, seus próprios embasamentos em relação às letras, gravadoras de grande porte financiando algumas bandas, bandas outrora rudes se tornando comerciais, turnês, participação em festivais de grande porte, video-clipes, entrevistas para principais revistas do mundo, o doom metal …

Continue lendo Doom Metal – por que tão impopular? – Ato II, as peripécias dos anos 90 – Parte IV, a manutenção e mais experimentalismos

Doom Metal – por que tão impopular? – Ato II, as peripécias dos anos 90 – Parte III, experimentalismos

Chegamos à terceira parte deste mergulho nos poréns do arrasto sonoro na década de maior efervescência criativa não só nos desacelerados, mas em todo universo da música pesada. É até um tanto complexo abordar os temas destacados neste artigo, não sendo possível alinhar uma ordem cronológica, o tanto de tentáculos que a música arrastada desenvolveu, …

Continue lendo Doom Metal – por que tão impopular? – Ato II, as peripécias dos anos 90 – Parte III, experimentalismos

Doom Metal – por que tão impopular? – Ato II, as peripécias dos anos 90 – Parte II, chapação e sebosidade

Ainda na primeira metade dos anos 90, uma outra forma de mutação desacelerada seria experimentada por um quarteto californiano chamado Sleep, aqueles caras vinham duma escola punk/crust, "criaram" uma nova forma de desaceleramento sonoro, com riffs forjados na escola inglesa primordial dos anos 90 somados à cadência sabbathica, um som seco, marretado, rude, ao mesmo …

Continue lendo Doom Metal – por que tão impopular? – Ato II, as peripécias dos anos 90 – Parte II, chapação e sebosidade