Os destaques da década de 2010 – O lado mais tradicional do doom metal

O lado mais tradicional do doom metal permanece no mais profundo limbo do underground arrastado, é incrível como a sua verve mais primitiva (a 80’s no caso) é renegada, é a mais impopular, fica facilmente atrás do funeral doom (que é completamente o oposto da sua raiz). Quando fui sacar o alcance das bandas nacionais da linha tradicional não fiquei surpreso com o resultado pífio.

Se você tá acessando essa continuação, a parada funciona da seguinte forma; o critério de “destaque” é baseado na quantia de views (mínimo 50 mil ou bem próximo disso) que as bandas receberam via youtube, não fui e nem vou atrás de outras plataformas digitais, porquê nada supera o youtube em alcance.

Optei por juntar as bandas com uma pegada mais épica ou heavy metal, são tão poucas que se “destacaram” no geral que a melhor coisa a se fazer é essa. A década passada foi muito mais que essas poucas bandas, muitas antigas que quase não lançaram nada antes de 2010, outras em hiato ressurgiram aproveitando a onda crescente que foi sendo empurrada pelas bandas de stoner/doom, mas esta lista não é sobre meu gosto pessoal, a voz do povo é a voz do demônio!

Acrescentei  os Witch Mountain (formada em 1999, debutou em 2001 e permaneceu em hiato por uns tempos) porquê foi a partir de 2011 que a banda ficou mais ativa e até reformulou seu som. Incluí algumas bandas com uma inclinação ao moderno como; Pallbearer e Khemmis. Os italianos Messa também aplicam modernidade ao seu som, ao mesmo tempo que soa rude pairando pelas décadas de 80 e 90, tudo que vem da escola italiana sempre tem um charme único, aliás, um país único quando o assunto é doom metal, sob a benção de Paolo Catena. Também incluí os Alunah que no seu início tinha uma pegada stoner/doom, mas foram desacelerando cada vez mais e hoje é uma das melhores bandas da rota raiz do arrasto, simplicidade, qualidade, som feito por quem entende, escola inglesa também tem o seu charme.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

> uma banda que não atingiu os 50 mil views ainda, com o disco lançado em 2019 tudo indica que o tempo vai resolver isso

 

 

> outra banda bem jovem que irá se destacar com o tempo

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

G.Z/SUD

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.