Selos Chapados – Parte I

A pauta sobre os “Selos Chapados”, ou melhor dizendo, as labels que trabalham com o som Stoner-Doom-Psych-related no underground, foi uma idéia que comecei a conceber há uns 2 anos, que foi originalmente desenvolvida para a revista virtual October Doom Magazine e acabou engavetada por uma série de imprevistos, incluindo o hiato da própria October Doom. Agora, tendo achado esse arquivo, disponibilizo aqui na October Doom três relatos: Todd Severin, da Ripple Music (USA), Oskar Cedermalm, da Fuzzorama Records e vocalista da Truckfighters (SWE) e Gabriele Fiori, da Heavy Psych Sounds e frontman das bandas Black Rainbows e Killer Boogie (ITA).

Sim, há um grande quê de defasado na matéria, infelizmente. Ainda assim, mesmo após a passagem e entrada de várias outras bandas nos casts desses selos, após vários outros contratos assinados e lançamentos retumbantes, vale deixar aqui os depoimentos e as histórias contadas com brevidade por esses três caras sobre seus trabalhos. Confiram!

 


 

 

fuzzorama

 

FUZZORAMA RECORDS, por Oskar Cedermalm (Truckfighters)

“Fuzzorama Records é um selo independente de Orebro, Suécia, que começou em 2003 e desde então cresceu especializada em um gênero conhecido como “Fuzz Rock“. Atualmente, são seis bandas no catálogo.

O Fuzz Rock surgiu no fim dos anos 60, definido na época pelo uso de pedais de fuzz nos baixos e guitarras. Ao longo dos anos, o gênero expandiu seu escopo, incluindo combinações do dito Fuzz Rock, Rock Progressivo e também do Grunge. Entre as bandas mais famosas que podem se caracterizar nesse gênero, estão Tame Impala e Queens of the Stone Age.

Com 26 lançamentos, Fuzzorama Records foi particularmente ativa no lançamento de música nova ao público especialmente nos últimos cinco anos. Gostamos de nosso selo ser independente, evitando o mainstream e as receitas de bolo. Assinamos com bandas que tenham um pouco de atitude punk rock, que não querem ser necessariamente mainstream, mas querem produzir música criativa e interessante o suficiente para serem conhecidos por fãs que estejam deixando o rock “convencional”.

A banda mais popular no selo, Truckfighters tocou em quatro continentes e tem uma base de fãs internacional forte. Com um catálogo forte, muitos consideram Fuzzorama o maior selo do mundo do Fuzz. 2016 contem quatro lançamentos do selo. Qualidade de composição, gravação e paixão pela música são algumas das muitas qualidades que as bandas no catálogo compartilham.  “

ORIGEM: Suécia

BANDAS: PASSADO, PRESENTE, FUTURO

Truckfighters

Skraeckoedlan

Asteroid

Valley of the Sun

Deville

Firestone

We Hunt Buffallo

Stake-Off the Witch

Witchrider

e mais…

 


 

hps

HEAVY PSYCH SOUNDS, por Gabriele Fiori (Black Rainbows, Killer Boogie)

“A Heavy Psych Sounds começou em 2007 com a compilação Heavy Psych Sounds, e desde aquele momento a minha banda, Black Rainbows, estava procurando por uma boa gravadora. Tínhamos uma, mas estávamos buscando uma melhor, para nos promovermos mais e tal. Então decidi fundar meu próprio selo, como várias bandas fazem hoje em dia. Os primeiros passos foram produzir os primeiros álbuns do Black Rainbows, prensar os vinis, ganhar confiança nesse processo de prensagem, e na promoção e distribuição, especialmente distribuição. Enquanto estava em turnê com outras bandas, conheci bandas como Karma to Burn, Naamm e tive a chance de lançar alguns EPs dessas bandas e de outras bandas que eu gosto na cena.

Aos poucos a produção cresceu, envolvendo também outras coisas que eu gostava. Queria explorar não apenas um tipo de música, e como podem ver, fomos do doom ao heavy psych, até o funk e rock psicodélico setentista. Eu continuei a produzir essas coisas e, junto com o selo, trabalhava como uma agência de produção de eventos, o que é muito importante. Então a Heavy Psych Sounds é, ao mesmo tempo, um selo e produtora, com esses dois serviços funcionam bem juntos, um ajudando o outro a crescer. Nos últimos dois ou três anos o número de lançamentos vem crescendo bastante, assim como a qualidade das bandas. Estamos muito felizes e esperamos continuar mantendo esse ritmo.

ORIGEM: Itália

BANDAS: PASSANDO, PRESENTE, FUTURO

Banquet

Black Rainbows

Cachemira

Dr. Cyclops

Duel

Fatso Jetson

Holy Grove

Isaak

Mos Generator

Mothership

Siena Root

The Freeks

Cosmic Wheels

Hot Lunch

The Flying Eyes

Wedge

Ape Skull

Giobia

e mais…

 


 

ripple

RIPPLE MUSIC, por Todd Severin

“O melhor selo do mundo pra hard rock setentista e classic rock.” – Captain Beyond Zen Webzine

“Eles podem muito bem ser o futuro do rock and roll!”Metal Injection

 

“ A Ripple Music evoluiu a partir de The Ripple Effect, um popular site sobre música. Formada por dois maníacos por música, Todd Severin e John Rancik, a Ripple foi originalmente criada para reviews dos acres de vinis das coleções dos dois fanáticos. The Ripple Effect explodiu em popularidade, crescendo para uma equipe de 14 colaboradores e tendo seus posts publicados em USAToday, GuitarWorld Magazine, Paperblog, Redgage, the MOG Network e mais.

Com o sucesso de The Ripple Effect  (e do subsequente programa de rádio (Ripple Rdio on blogtalkradio.com), não demorou muito para que bandas entrassem em contato com John e Todd, querendo trabalhar com a Ripple em uma relação de selo-artista. No verão de 2009 nasceu o selo Ripple Music. Desejando ser diferente e estabelecer sua própria identidade, a Ripple Music focou na música que Todd e John amam: rock n roll autêntico e orgânico, cheio de riff, groove e melodia. Mais adiante naquele ano, a GuitarWorld Magazine exaltou a criação da gravadora/selo Ripple Music em uma de suas “histórias da semana”. Em seu primeiro ano de existência a Ripple soltou oito lançamentos e teve mais sucesso do que o esperado. Lançamentos como “Let Me In” da Poobah, “Trails Out of Gloom” do Fen e “Acid Blues is the White Man’s Burden” da JPT Scare Band apareceram em listas de melhores do ano em 2010, com  “Let Me In” sendo pessoalmente lembrado por David Fricke, editor da Rolling Stone Magazine, como um dos “relançamentos do ano”. Os artistas da Ripple também tiveram bastante sucesso nas rádios, estourando na National Charts.

Depois de usar aquele primeiro ano estabelecendo sua identidade como fornecedores do melhor do hard rock dos anos 70, a Ripple Music construiu seu sucesso expandindo seu som e se consolidando com o objetivo de “ser uma gravadora para os artistas”. Adicionou ao catálogo bandas bastante populares do stoner rock, como Mothership, Wo Fat, Gozu, Sweat Lodge e mais, se tornando uma força do rock underground. Com um catálogo de mais de 30 bandas de todas as partes do mundo, a Ripple continua a explorar o limite do som pesado no underground. Ao mesmo tempo, continua a patrocinar festivais ao redor do globo, incluindo seu próprio RippleFest, e lançou uma série de projetos em colaboração com outros selos de mentalidade semelhante, como STB Records, Hevisike Records e H42 Records.  Por fim, num esforço de fazer as bandas do underground serem ouvidas, Ripple criou a Heavy Ripples Distribution , a única distribuidora sem fins lucrativos do mundo, cheia de CDs e LPs de bandas underground, em que toda a renda fica com os artistas.

ORIGEM: Estados Unidos

ELENCO: PASSADO, PRESENTE, FUTURO

Wo Fat

Mothership

Mos Generator

The Watchers

Stone Axe

JPT Scare Band

Zed

Blackwulf

Gozu

Foghound

The Judge

Devil to Pay

Sweat Lodge

Los Disidentes del Sucio Motel

Salem’s Bend

Aver

Roadsaw

Moonbow

Geezer

Craneium

Arrowhead

Plainride

Hornss

Kingnomad

Against the Grain

Poobah

Fire Down Below

Doublestone

e mais…

 


 

(TRANSLATION TO ENGLISH)

Ps1:(thanks to Todd, Gabriele and Oskar for the words!)

Ps2: got a audio file from Gabriele Fiori with the words and really cannot find the same so the exact transcripition cant be left here for now.

 

-FUZZORAMA RECORDS

Fuzzorama Records is an independent record label from Orebro, Sweden. The label started life in 2003 . Since then the label has continuously gained momentum with a current active roster of 6 bands. The label specializes in a genre known as “Fuzz Rock“.

Fuzz Rock got it’s start in the late 60’s, defined at the time by the use of Fuzz pedals on bass and electric guitars. Over the years the genre has expanded it’s scope. TodaysFuzz Rock bands that you may be familiar with include Tame Impala and Queens of the Stone Age. As time has gone by the genre has become a combination ofProgessive Rock and Fuzz Rock, taking many cues from Grunge as well.

With 26 releases and more to come, under the label’s belt Fuzzorama Records has been fairly active in releasing new music to the public, particularly in the last 5 years.Fuzzorama is always looking to expand it’s roster and is always on the look out fortalented, motivated, groovy bands. We like that our label is a bit underground, avoiding mainstream, cookie cutter song formulas. We sign bands that have a bit of “punk rock” backbone, not wanting to necessarily fit in to the mainstream yet producing music that is creative and interesting enough that fans crossing over from mainstream rock is quite common. The most popular band on the label, Truckfightershave tirelessy toured 4 continents and have a very strong international following. With such a strong roster of bands many consider Fuzzorama to be the ultimate, most powerful label in the world of Fuzz. The label will release at least 4 new albums in 2016 alone. Great production, song craft and passion for the music are a few of the many qualities all of the bands on the roster share.  We are dedicated to supporting and promoting all of the bands on our label to the very best of our ability

 

RIPPLE MUSIC

“The best record label in the world for 70’s hard rock and classic rock.”–  Captain Beyond Zen Webzine

“They may very well be the future of rock and roll!” – Metal Injection

Overview:  Ripple Music, one of the world’s leading labels for heavy rock, heavy psych, stoner and doom.

Ripple Music evolved from The Ripple Effect, the popular music site. Formed on a lark by two manic music lovers, Todd Severin and John Rancik, the Ripple was originally intended to be a review ‘zine for the acres of vinyl spread across the two fanatics’ record collections.  But quickly it became much more.  In the years since its inception,The Ripple Effect exploded in popularity, growing to a staff of 14 writers and having it’s posts syndicated across USAToday, GuitarWorld Magazine, Paperblog, Redgage, the MOG Network, and more.

With the success of The Ripple Effect and the subsequent radio show, (Ripple Radio on blogtalkradio.com), it wasn’t long before Todd and John were contacted by bands eager to work with Ripple in an artist-label relationship. In the summer of 2009, Ripple Music, the record label was born. Desiring to be different and establish their own identity, Ripple Music focused on the music that Todd and John loved: authentic, organic guitar driven rock and roll, with ballsy riffs, heavy groove, and killer melodies. Later that year, GuitarWorld Magazine hailed the formation of Ripple Music record label as one of its “stories of the week.” In the first year of existence, Ripple Music let loose 8 releases, and enjoyed far greater success than ever imagined.  Several of Ripple’s releases, Poobah “Let Me In,” Fen “Trails Out of Gloom”, and JPT Scare Band “Acid Blues is the White Man’s Burden,” appeared on 2010 year-end “Best of” lists, with Poobah’s “Let Me In,” being personally hailed by David Fricke, editor-in-chief at Rolling Stone Magazine, as one of the “Reissues of the Year.” Ripple artists garnered tremendous radio play, cracking the National  Charts.

After spending the first year establishing it’s identity as purveyors of fine 70’s infused, authentic hard-driving rock, Ripple Music built upon its success, expanding it’s sound and building upon it’s core principles of a “record label for the artist.”   Ripple added hugely popular Stoner bands such as Mothership, Wo Fat, Gozu, Sweat Lodge, and more, establishing itself as one of the major forces in underground rock.  With a roster of over 30 bands, from all corners of the world, Ripple continues to push the boundaries of the heavy underground.  Meanwhile, Ripple continues to sponsor heavy music festivals around the world, including it’s own RippleFest, and has launched upon a series of collaborative projects with fellow likeminded labels such as STB Records, Hevisike Records and H42 Records.  Finally, in an effort to help the bands of the underground get their music heard, Ripple created Heavy Ripples Distribution (www.heavyripples.bigcartel.com), the world’s only not-for-profit Distribution service, stocked full of CD’s and LP’s from the underground bands and labels, with all profits going to the artists.

More plans are forming on the horizon.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s