Brasil Chapado 2017 – 8 bandas esfumaçadas, lamacentas e de som torto que arrepiaram! – PARTE I

Com algum (muito, sejamos francos nessa porra) atraso, devido a uma série de fatores que não merecem ser mencionados, retorno aqui para dar prosseguimento a algo que certamente deveria ser mais frequentes: chutar a porra do holofote em direção às sonoridades brasileiras que vêm mostrando algo de interessante no quesito “som torto e/ou chapado e/ou lamacento e/ou torpe”.

Se para alguns a vida se resume a apontar sob diferentes aspectos e com diferentes validações o suposto fato de que não existe mais nada digno de ser ouvido no Rock, se atendo aos medalhões de sempre, aos dinossauros do gênero, para outros fica aqui a proposta de gastar alguns poucos minutos ou mais um tanto e conferir algumas palavras (ou apenas o nome da banda e os links, se a pressa urgir) sobre algumas bandas que estão despontando com louvor no cenário. Um apontamento INDISPENSÁVEL precisa ser feito, colocado em caixa alta até pois alguns teimam em interpretar outra coisa: NEM MESMO O SITE SE PRESTA A APONTAR “SALVADORES DO ROCK”, nem mesmo as próprias bandas se prestam a isso (ou ao menos não deveriam). É salutar ressaltar que estamos tratando apenas de dar direção a alguns sonoridades de qualidade que vêm sendo apresentadas por aqui, sem falsas promessas a respeito de algo que sequer precisa ser salvo. Isto dito, confiram mais oito bandas que apresentaram materiais muito bacanas em 2017, na volta da série “Brasil Chapado” em sua primeira parte de 2017!


 

CHANT OF THE GODDESS

received_279444565853640

(formação anterior)

Formada das cinzas da banda Siracvsa, a Chant of the Goddess, capitaneada por Renan Angelo, lançou no raiar de 2017 seu álbum auto-intitulado de estréia, um denso e acachapante trabalho de Doom Metal que refere a nomes como Yob, Ahab, Electric Wizard e Aldebaran. Um dos trabalhos mais sólidos já lançados no gênero no pais,
sem sombra de dúvidas.

FACEBOOK

 


 

COBALT BLUE

cobalt

Baseando sua sonoridade em elementos de Rock Progressivo, Hard Rock e Psicodelia,a banda sediada em Florianópolis Cobalt Blue colocou para jogo “Stop Momentum” apresentando nove faixas ricas em melodias muito bem construidas e delírios psicotrópicos. Mars Volta, Dream Theater e Pink Floyd passeiam pelas influências da banda.

FACEBOOK

 


 

BLIND HORSE

received_1406312352780775

Blind Horse tem quatro nomes tarimbados do rolê e vem mostrando uma afinidade e um senso de musicalidade vivaz surpreendentes. No EP de estréia “In The Arms of Road” já mostraram serviço, mas no album de estréia “Patagonia” é que quebram a barreira das expectativas e entregam o mais fino do Hard Rock psicodélico com devaneios blueseiros lascivos. Rock´n Roll de primeira categoria.

FACEBOOK

 


 

PANTANUM

pantanum

O power trio curitibano Pantanum, que lançou um senhor álbum de estréia em 2015 (não prima pela originalidade, mas dá sobras no talento e no fator “tesão no som”), trouxe em 2017 mais uma amostra de sonoridade, um EP de 3 faixas (uma delas ao vivo) chamado “Purple Blaze“. Spoiler: O som “Stormbringer“´e simplesmente sensacional, principalmente ao vivo.

FACEBOOK

 


 

HORNED OWL VALLEY

received_1747916988569388

A Horned Owl Valley vem do interior de São Paulo e trouxe com seu EP de estréia “The
Owls Are Not What They Seem” uma afiada sonoridade áspera misturada ao cenário do Grunge, podendo agradar quem siga pela linha de Soundgarden e Kyuss sem muitos problemas!

FACEBOOK

 


 

thecross

THE CROSS

Pioneira do Doom Metal nacional e formada nos anos 90, a banda baiana The Cross finalmente lançou seu full de estréia, auto-intitulado, no ano passado. O gélido trabalho sucede duas demos e o ótimo EP “Flames Through Priests” de 2015.

FACEBOOK

 


 

BLACK BULL FUZZ

blackbull

Como um búfalo chapado, a Black Bull Fuzz de Jaú/SP trouxe ao mundo “Sound of Chaos” em Fevereiro do ano passado,com sete faixas de uma pesada sonoridade cheirando a Orange Goblin, Motorhead e Red Fang. Os aditivos suspeitos vêm por conta da sonorida dessa banda paulista, paulada na moleira sem piedade.

FACEBOOK

 


 

CARBO

carbo.png

A banda carioca Carbo apresentou no início do ano de 2017 seu trabalho de estréia “The In-Between“, com uma muito bem dosada e fumegante mistura de Stoner, Hard Rock e elementos mais densos. Em sua escalação, membros da tambem muito talentosa banda Stone House on Fire.

FACEBOOK

Anúncios

2 comentários sobre “Brasil Chapado 2017 – 8 bandas esfumaçadas, lamacentas e de som torto que arrepiaram! – PARTE I

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.