Mulheres na Música Arrastada e Desacelerada – Ato II

Iniciando mais um mergulho por caminhos onde mulheres e homens se complementam em louvor à Música Maldita. Aqui não há espaço para competições, para extremismos e fobias idiotas. A única coisa que importa aqui é a comunhão em torno duma arte em que poucos se aventuram, e destes, suas crias, neste espaço, sempre serão exaltadas!

“Todo homem e toda mulher é uma estrela.”


 

17499474_1481299868581377_2856817710203819234_n

Andrea Ruocco – Spiral Guru – Brasil

Por via de regra, esse jornada se inicia com uma banda brasileira. Spiral Guru foi fundada em 2013 na cidade de Piracicaba/SP, seguindo uma proposta calcada no revival aliada ao Stoner Rock, tratando de temas envolvendo ficção científica e psicodelia. Em 2014, eles estreiam com um EP contendo duas faixas, José Ribeiro cuidou dos vocais (além do baixo) neste material. No ano seguinte, ocorrem mudanças na formação, Andrea Ruocco assume os vocais, assim, lançam um novo EP com mais duas faixas. No início de 2017, mais um EP ganha vida, são 3 faixas mostrando um amadurecimento, um material mais lapidado, os Spiral Guru, enfim, encontraram a sua receita sonora. Um abraço galera da banda, avoem!!!


riti_occulti-doommetal-italy

Elisabetta Marchetti e Serena Mastracco – Riti Occulti – Itália

Fundada em 2011 na capital italiana, vos trago uma das bandas mais fora do eixo que irá passar por aqui. Aliando doses ríspidas calcadas no black metal com música arrastada e torta, composto por baixo, teclado, bateria, vocais rasgados e limpos, se entrelaçando feito os auspícios da serpente infernal nos temas de cunho abismal… eis os Riti Occulti! Além de Elisabetta e SerenaSara Del Regno passou pela banda entre os anos 2012/2014, ela cuidou das atmosferas do 2º disco da banda – Secta. A discografia conta com 3 discos e um single (cover dos Beatles). Sinistramente aterrador!


Sabine Stangenberg – Disenchanter  – EUA

Sabine além de cantar, arregaça nas 6 cordas. Criada em 2011 em Portland, mandando um Stoner/Doom reto e sem firula, lançaram 2 EPs entre os anos de 2013/2014. Debutaram em 2015 com chuta cus Strange Creations.


Lorraine Rath e Jessica Way – Worm Ouroboros – EUA

Entrando numa vibe introspectiva com essa próxima banda… Formada em 2007 em San Francisco, contando com 3 discos lançados via Profound Lore Rec., o som desse trio permeia a lentidão e o etéreo.


Ann-Sofie Hoyles – Spiders – Suécia

Retornando ao agito com um quarteto sueco e seu Hard’n Heavy transitando pelos 70/80, dançante e embriagante. A banda foi formada em 2010 pelos irmãos Ann-Sofie e John Hoyles, são 2 discos e muitos shows pelo mundo…


Tania Duarte – Reino Ermitaño – Peru

Uma das bandas mais respeitadas do submundo lerdo mundial, 100% cantado em espanhol. O quarteto faz história desde 2001, seus 5 discos seguem a receita tradicional e clássica do Doom Metal, a voz de Tania soa como a de uma bruxa lançando as mais pérfidas maldições!

“En el mundo de los ciegos
El abismo brilla”


Mlny Parsonz – Royal Thunder – EUA

Essa banda, talvez, seja a mais famosa entre todas dessa lista, seu som é mais fácil de ser absorvido, vai do revival até o grunge dos anos 90, passando por certos experimentalismos… em vista do que já foi, o som atual desse quarteto se encontra bem comercial. A coisa começou a se desenrolar em 2004, fruto da mente de Josh Weaver, ele convida mais 3 pessoas para dar início a empreitada, incluindo a Mlny Parsonz, que segue firme até hoje. Parsonz é dona duma das vozes mais absurdas que já ouvi, ela se entrega de corpo e alma sem dó nem piedade, faz o mesmo manipulando o seu baixo, é uma mulher simplesmente matadora! A discografia começa em 2007 com um EP, e de lá pra cá, foram 3 discos lançados.


Laura Dolan – Electric Citizen – EUA

Outra banda formada por 2 irmãos; Laura e Ross Dolan, também resgatando a aura ácida e pulsante dos anos 70, produzindo faixas mais sombrias, somando com outras que são aquela bela chutada no cu, como a do clipe abaixo, presente no debut da banda –

No 2º disco, a receita se manteve, porém, aliaram mais atmosferas cabulosas, e, a faixa título do disco é sem sombra de dúvidas uma das melhores músicas de 2016, quiçá, de todo o revival!


Jennie-Ann Smith – Avatarium – Suécia 

Uma outra empreitada de Leif Edling (Candlemass/Krux), uma massaroca que remenda um papel amassado rabiscado pelos anos 70, pelo folk, pelo Doom Metal, por doses modernas, incluindo a entorpecedora voz de Jennie-Ann Smith, acostumada a cantar no meio pop, não recusou o convite de Leif e se adaptou perfeitamente ao som, agora, ela simplesmente mostra que é que manda! São 2 discos lançados via Nuclear Blast, o 3º está em fase de finalização, deverá ser lançado em 2017.


17498450_1391044280935308_2094238099804045615_n

Isabel Sierras e Mireia Porto – Hela – Espanha

Banda iniciada em 2012, passaram duas vocalistas por ela, Isabel Sierras, da formação inicial, gravou o debut – Broken Cross, resolveu deixar a banda em 2014, em seu lugar entra Mireia Porto, além da voz, ela chega acrescentando mais 6 cordas, dobrando o peso da parada. Eles mandam um Doom Metal levemente modernizado.

Com Isabel

Com Mireia

Cover matador –


Façam um bom desfrute e até a próxima!

 

Que Coffin Joe vos amaldiçoe! – Zombetero/SUD

Anúncios

3 comentários sobre “Mulheres na Música Arrastada e Desacelerada – Ato II

  1. Um dos melhores especiais de todo site, na humilde opinião deste pobre sujeito tomado por uma queda enorme por vozes femininas. Poderia até fazer mais edições desse, que tal? Electric Citizen é tão bom que sua música já alcançou outras plagas além dos submundos da música maldita, bangers e roqueiros ””normais”” conhecem e curtem.

    Curtido por 1 pessoa

    1. eu iniciei isso por tbm ser um apreciador ferrenho por bandas fronteadas por mulheres, como passei a falar especificamente sobre os Doom e seus subgêneros, as bandas com mulheres estão espalhadas nesses artigos, talvez eu ainda retorne no esquema proposto nesta lista

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s