REVIEW: LO-PAN – “In Tensions” EP (2017)

lopan

(review por Pedro Costa)
(obrigado à Liz Ciavarella e EARSPLIT PR pelo envio do material)

LO-PAN – “In TensionsEP

Tracklisting:

1. Go West
2. Sink Or Swim
3. Long Live The King
4. Alexis
5. Pathfinder


Lo-Pan não é uma banda estranha para mim. Já tinha ouvido bons comentários sobre os caras antes de chegar no primeiro disco que escutei deles, o “Sasquanaut“. Ando tendo muita sorte de estar, na medida de minhas limitações, resenhando discos de grandes bandas que provam que essa merda de “o rock está morrendo” é papo de tr00 de porta de escola.

Vamos ao que interessa. In Tensions é basicamente um tiro de escopeta a queima roupa. Um disco muito bom de se ouvir, no qual a banda quer te dizer que eles ainda tem muita lenha para queimar, que NÃO querem se acomodar e fazer discos medianos só para dizer que ainda estão na ativa e ganhar uns trocados. Isso é bem notado pela forma como o som desse novo disco vem até você, como um trem a 200 por hora. Na verdade, Lo-Pan nunca decepcionou quem acompanha a banda de perto, e felizmente, ainda não foi desta vez que farei uma critica ao trabalho dos caras. Existe um capricho, uma dedicação em se manter fiel as suas raízes mas ao mesmo tempo, continuar seguindo em frente, sem medo de se arriscar ou ganhar criticas negativa de algum fã que acha que banda boa é a que faz sempre o mesmo disco

A primeira faixa, GO WEST, é um festival de ótimos riffs e um excelente trabalho do baixo e da bateria. É uma música grande, voraz, trilha sonora para treino de boxe. E a segunda faixa, SINK Or SWIN, segue o mesmo embalo. São os mesmo groove, a mesma violência sonora demolidora de paredes. Essas duas faixas em especial, me cativaram bastante. Elas me lembram coisas do Badmotorfinger do Soundgarden.

LONG LIVE THE KING é desumano, deliciosa de se ouvir, cadenciada em um riff do caralho de se lambuzar os dedos. ALEXIS me passou a impressão de ser a faixa mais bem construída digamos assim, mas possuindo as principais características das faixas anteriores. PATHFINDER é a viagem do disco. Parte heavy metal, parte stoner metal, parte psicodélico e eles enfiaram tudo isso em um liquidificador e assim nasceu a ultima faixa do disco.

Como eu disse, Lo-Pan insiste na missão de não desapontar seus fãs. Trabalhos após trabalho, o nível não diminui e eles estão realmente grandes nesse disco. Um ótimo trabalho e uma boa surpresa nesse final de ano.


LO-PAN – In Tensions EP (2016)
Data de Lançamento: 13/1/2017
CD / Vinil
Aqualamb Records
Produzido por: Lo-Pan
Gravado em Sonic Lounge por: Joe Viers
Masterizado em Saff Mastering por: Carl Saff
Mixagem: faixas 1 – 3 por: Jonathan Nunez /// 4 e 5 por: Ryan Haft
Arte da Capa por: Chris Smith


LO-PAN é:

Jeff Martin – vocal
Skot Thompson – baixo
Jesse Bartz – bateria
Chris Thompson – guitarra

ADICIONAL:

Adrian Lee Zambrano – guitarra em todas as faixas de “In Tensions


Lo-Pan
Lo-Pan (OFFICIAL)
Aqualamb Records
Aqualamb Records (BANDCAMP)
BUY “In Tensions”


     (TRANSLATION TO ENGLISH)

Lo-Pan is not a strange band to me. I´ve already heard good comments about the guys even before i reach the first record I heard from them, “Sasquanaut”. I’m very lucky to be ( as far my limitations allow) reviewing records from big bands that prove that this “rock is dying” shit is just a assholes talk.

First things first.. “In Tensions” is basically a shotgun shot at burning. A very good record to hear in which the band wants to tell you that they still have a lot of firewood to burn, they don´t want to settle down and make medium records just to say they are still active and earnin some profits. This is well-noticed by the way the sound of this new record comes to you, like a train in full speed. In fact, Lo-Pan has never disappointed whoever accompanies the band up close, and fortunately it has not been this time that I will make a negative appointment about these guys. There is a whim, a dedication to staying true to its roots but at the same time keep moving forward, without fear of risking or gaining negative criticism from some fan who thinks that good band is the one that always makes the same stuff.

The first track “Go West” is a feastl of great riffs and excellent work of bass and drums. It’s a big and voracious song, perfect soundtrack to boxing training. And the second track “Sink or Swin” follows the same vibe. It’s the same groove, the same wall-breaking sonic violence. These two tracks in particular captivated me a lot. They remind me some Soundgarden’s “Badmotorfinger” stuff.

“Long Live the King” is inhuman, delectable to the ears, cadenced in a fucking great riff. “Alexis” gave me the impression of being the best built track, and still having the main characteristics of the previous tracks. “Pathfinder” is the trip of the album: part heavy metal, part stoner metal, part psychedelic and they stuffed it all into a blender and so was born the last track of the album.

As I said, Lo-Pan insists on the mission of not disappointing their fans. Works after work the level does not decrease and they are really big on this EP. Great job and a good surprise in 2017!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s