As compilações lançadas pela Stoned Union Doomed – uma parte de sua história

Ao longo dos seus 3 anos, a Stoned Union Doomed lançou algumas compilações compostas por bandas nacionais, aliás, com apenas bandas nacionais, neste post, esses materiais serão resgatados afim de fazerem parte dessa nova empreitada iniciada pela SUD.



A ideia surgiu no final de 2013, naquela época, a SUD abordava apenas as bandas brasileiras… uma boa forma de divulgar músicas eram e ainda são as coletâneas, houve um tempo em que revistas traziam em suas edições um CD com algumas bandas para se conhecer, isso acontece até hoje, porém, em número reduzido. Essa era a ideia inicial, lançar um material físico. Ao longo das tentativas, essa ideia se tornou cansativa e frustrante, até que eu percebi que muita gente vinha lançando materiais do tipo, num formato virtual, sem oferecer custos à ninguém, foi então que a decisão foi tomada e as coisas começaram a desenrolar. Como a SUD já vinha fazendo um trabalho de vasculha por esse underground nacional, não foi difícil juntar uma quantia boa de bandas para desenrolar a feita. Era necessário um artista também, para tal, o potiguar Tiago Prado (que tocava na banda Albor) aceitou a missão, além de criar as artes para os primeiros volumes, ele também criou a arte que simboliza a SUD. No dia 17 de março de 2014 é lançado oficialmente o primeiro volume da coleta; Stoned Brazilians Compilation I e Doomed Brazilians Compilation I, totalizando 35 bandas, disponibilizadas via free download. Esse material foi bem recebido pelos apreciadores, mesmo contando com uma certa precariedade e inexperiência com a coisa. Na época, as coisas ainda não tinham se expandido tanto como hoje, muitas bandas que participaram do projeto acabaram criando laços de amizade e parcerias que perduram até hoje, o material acabou chamando a atenção de certas pessoas da mídia gringa underground, exportando o nosso som para fora, melhor sensação de dever cumprido, impossível!

capa
DBC Vol I
contra-capa
Bandas participantes

Para baixar gratuitamente clique aqui.


capa-stoned
SBC Vol I
contra-capa
Bandas participantes

Para baixar gratuitamente clique aqui.


Logo em seguida, a procura por novas bandas se inicia, existia uma regra para que só participassem bandas inéditas, pois bem, foram mais 51 bandas (boa ideia) escaladas para o novo ataque que fora lançado no dia 27 de novembro de 2014. A proposta seguia a da anterior, dividida em duas categorias de sonoridades semelhantes. As SBC e DBC Vol II não tiveram um desempenho tão bom quanto as antecessoras, problemas com a parte artística acabou quebrando o padrão inicial, no caso das Vol II, cada capa foi feita por um artista diferente.

capa-dbc-ii
DBC Vol II
contra-capa-dbc-ii
Bandas participantes

Para baixar gratuitamente clique aqui.


capa-sbc-ii
SBC Vol II
contra-capa-sbc-ii
Bandas participantes

Para baixar gratuitamente clique aqui.


Mesmo com a baixa aceitação das Vol II, a ideia continuaria de pé. O fato de terem sido lançados 2 volumes no mesmo ano fez com que 2015 passasse batido. No final do 2º semestre de 2015 começa a nova empreitada, foi o processo mais demorado e acabou trazendo mudanças em sua ideia original. Desta vez, tudo foi jogado num mesmo caldeirão, a coleta passou a se chamar apenas Stoned Union Doomed Compilation, a questão artística sofreu uma forte desencanação, porém, o material totalizou 30 bandas com uma duração superior a 3 horas. A coleta foi lançada no dia 29 de fevereiro de 2016. Já era esperado uma aceitação ainda menor em relação a anterior, o que de fato ocorreu.

capa
SUD Comp.
contra-capa
Bandas participantes

Para baixar gratuitamente clique aqui.


Após o lançamento da nova compilação, a SUD fecha uma parceria com a October Doom Entertainment afim de lançar uma nova comp., então, foram escaladas 20 bandas nacionais, desta vez, abrindo o leque para estilos diferentes, porém, não tão distantes dos que a SUD se propõe à propagar. A Hard’n Slow tem o seu primeiro volume lançado no dia 20 de julho de 2016. A proposta dessa nova empreitada é a de lançar 2 volumes por ano, um em cada semestre. O material teve um cuidado artístico,  possui um encarte digital com um pequeno release e informes de cada banda participante, além de estar disponível via free download no bandcamp da ODE.

a1104546539_16
Hard’ Slow comp.



Antes deste blog ser criado, existia um outro blog que funcionava como extensão da página da SUD no facebook, um blog onde tudo começou, hoje, o mesmo se encontra desativado, porém, ainda é possível acessá-lo e vasculhar as inúmeras bandas que toparam cair pra dentro dele. Aquele espaço funciona como um banco de dados para se conhecer algumas bandas do rolê nacional. O blog se chama Arrastado e Desacelerado e você pode acessar clicando aqui.



A propagação continua!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s